← voltar

Matérias

Filtrar matérias por assunto:

Estudantes desenvolvem recursos digitais em favor do meio ambiente

Projetos do desafio por equipe Soluções Sustentáveis em TI, na Olimpíada do Conhecimento, é direcionado a consumidores ou empresas.

Um sistema de controle de energia para residências, um aplicativo que gerencia a destinação de descartes eletrônicos e outro que mapeia os pontos de coleta de lixo, ou ainda um software que transforma o resto de construções civis em crédito de carbono, que pode usado como pagamento de serviços.

A criatividade não tem limites na turma que disputa o desafio por equipes na modalidade Soluções Sustentáveis em TI. Desde a última quinta-feira (10), estudantes de Tecnologia da Informação de Santa Catarina, Alagoas, Paraná, Roraima e Rio de Janeiro estão debruçados em seus projetos, aguardando a decisão que acontece hoje no último dia da Olimpíada do Conhecimento.

Nesta prova, as equipes têm que apresentar soluções digitais inéditas com foco em sustentabilidade social, econômica e ambiental. O projeto pode ser direcionado a consumidores ou empresas e os participantes devem ter pelo menos um representante das profissões Soluções de Software para Negócios, Web Design e Gestão de Sistemas de Redes TI.

A gestão do negócio inclui, inclusive, um orçamento limite de R$ 35 mil, que foi suficiente para os estudantes de Cuiabá (MT) desenvolverem um sistema de automação residencial de baixo custo. Um dos integrantes do time, Júlio Vaz, de 19 anos, explica que o dinheiro foi usado para desenvolvimento do software, componentes e até para a construção de uma maquete da residência beneficiada pelo sistema.

“O controle é todo feito através de um smartphone ou tablet, que é capaz de ligar e desligar, à distância, as lâmpadas, tomadas, portão eletrônico, eletrodomésticos”, explica Vaz.

A expectativa do estudante e dos outros três colegas de grupo é a prova final. Para que o sistema funcione, a única exigência é o acesso à Internet como explica Leonardo Pacheco, 20 anos, outro integrante da equipe mato-grossense.

Há outras obrigatoriedades previstas no regulamento. No local de competição, os estudantes têm que estruturar uma rede física e wireless, com segurança de rede implementada, para acesso pelo usuário a partir de estações de trabalho, smartphones e tablets.

Além disso, o aplicativo desenvolvido será acessível para sistemas iOS e Android e ainda ser disponível para download na Internet. Ele ainda deve possibilitar que o usuário preencha um formulário e, com base nos dados, a ferramenta informe a estrutura de desenvolvimento e suporte à solução.

Jogos virtuais
No mesmo espaço onde acontece a competição por equipe, os desafios individuais também atraem muito o público, como o de Soluções em Software, onde seis estudantes elaboraram, em uma hora, um jogo com base em banco de dados e parâmetros, utilizando softwares ou aplicativos voltados para desenvolvimento em net ou java.

Após o fim da prova, os participantes tiveram alguns segundos para explicar seus jogos e a escolha ficou para o público, através do sistema Televoto. O vencedor veio do Paraná: Gustavo Cavalcanti, que desenvolveu um game semelhante ao “Asteróides”, onde uma nave dispara laser para destruir os objetos, mudando de fase na medida em que os desintegra. Em segundo lugar ficou Gabriel Vasconcellos, de Santa Catarina, e em terceiro, João Vítor, de Alagoas.

Fonte: http://g1.globo.com/educacao/especial-publicitario/senai/olimpiada-do-conhecimento/2016/noticia/2016/11/estudantes-desenvolvem-recursos-digitais-em-favor-do-meio-ambiente.html?utm_source=facebook&utm_medium=share-bar-desktop&utm_campaign=share-bar
Compartilhe:

All Gas Monitoramento e Estudos de Emissões Atmosféricas Ltda.
(54)3219.1541
CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL
allgas@allgasbrasil.com.br
© Copyright 2010 → 2015 All Gas Ltda. | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Isoton